24 julho 2010

A Crinolina



Se você fosse uma mulher do século XIX com certeza saberia o que é uma crinolina e o quanto ela poderia ser útil em sua vida.
A crinolina caiu no gosto das mulheres em meados do século XIX, era uma armação a princípio com arcos de metal e tecido que ficava por baixo do vestido ou da saia.
Sua função era tornar essa saia o mais ampla possível, imaginem como era difícil se movimentar com tamanha amplitude pelas ruas da cidade, dentro de casa e fazer as atividades mais corriqueiras?
Pois bem, ela mostrava a posição social de quem a usava e como essa mulher era inacessível.
No conjunto dessa "roupa branca" estava também o espartilho que deixava a cintura da mulher tão frágil a ponto de parecer que ela iria se quebrar e assim a precisar de um braço forte e másculo em volta de sua cintura, porém a crinolina deixava essa mulher cercada por uma redoma. Era um jogo de esconde-esconde, como coloca Gilda de Mello e Souza, em uma época em que o pudor falava mais alto as armas de sedução eram muito sutis.
A crinolina, por exemplo, era também conhecida como gaiola, se movimentava com o andar gracioso da mocinha, deixando a vista seus lindos tornozelos.
Chegar perto de uma mulher desse tempo era quase impossível, ao mesmo tempo em que sua fina cintura chamava o cavalheiro, a armação sobre seus quadris o mantinha há uma distância segura.
Podemos imaginar no transtorno de usar um lingerie dessas, mas também podemos pensar o quanto essas armações foram muito úteis na árdua tarefa de seduzir um homem.

Para saber mais:
SOUZA, Gilda de Mello e. O Espírito das Roupas. Companhia das Letras
LAVER, James. A Roupa e a Moda. Companhia das Letras

5 comentários:

  1. Antes, excesso de pudor, hoje aversão ao mesmo. Tamos problemas com meios-termos.

    ResponderExcluir
  2. uma crinolina destas seria bem util hoje em dia para manter certos homens sem senso do ridiculo no seu devido lugar. longe!

    ResponderExcluir
  3. Daria td para usar um vestido com a Crinolina , ohh epoca que eu gostaria de viver!

    ResponderExcluir
  4. Nossa, fiquei tão feliz quando achei um texto sobre crinolina escrito por você! Li com a sua voz, professora querida.
    Beijo Gigi

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito bem vindo!